Telefone 4013 3030 / 0800 737 3030 Assine agora
Pontes

uma conexão Opyt

Projeto Compostô de sustentabilidade

De lixo a adubo, um projeto “Compostô” de sustentabilidade

Nós, brasileiros, somos capazes de produzir, anualmente, lixo equivalente à exportação de soja do país no mesmo período. Dentro destas toneladas estão os resíduos orgânicos, em sua maioria descartados como lixo comum. Entretanto, a sua decomposição afeta agressivamente o solo, o ar e os lençóis freáticos de toda região onde é descartado.
Possuímos diversas campanhas focadas na coleta de lixo seco, como vidro, plástico, alumínio, que são geralmente recicláveis.

Podemos queimar?
Enterrar?
Onde descartar de maneira correta?

Queimar não resolve o problema e é considerado crime ambiental. Mesmo que seja no seu quintal e em pequena quantidade, você estará liberando gazes tóxicos e prejudicando a saúde pública.
Segundo A Lei de Crimes Ambientais – Lei 9605 de 12 de fevereiro de 1998, em seu art. 54 diz que: causar poluição de qualquer natureza, que resulte em danos à saúde é considerado crime ambiental, está sujeito a multa e reclusão de seis meses a quatro anos.
Somente enterrar os resíduos orgânicos, sem entender a necessidade do seu solo naquele momento, poderá prejudicar sua produção ou jardim, pelo excesso de algum nutriente ou falta de outro. Adubar por meio de resíduos orgânicos necessita de um balanceamento de nutrientes.
Pensando na escassa forma de descarte correto do lixo orgânico, a dupla de amigos engenheiros ambientais Marcelo Jardim, 22 e Gustavo Bruno, 23, desenvolveram o Projeto Compostô, que consiste no recolhimento destes resíduos orgânicos nas regiões de Inhumas e Itauçu e na transformação, por meio da compostagem, em adubo que posteriormente é distribuído para os que aderirem o projeto.

Como funciona:

Abrace a causa e associa-se ao projeto Compostô entrando em contato pelas as páginas do intagram do Projeto Compostô e da Opyt;
Assine o serviço com a taxa mensal de 40 reais por mês e receba o Kit (recipiente de coleta e saco compostável feito de fibra de mandioca) em sua residência;
Combine com o responsável o período de entrega do resíduo.
O baldinho possui uma vedação que impede o mau cheiro e atração de insetos
No processo de compostagem, nossos amigos irão transformar todo este resíduo em adubo que você receberá em casa para usar em sua horta, em seu jardim ou até mesmo em sua produção própria – ou se preferir receba uma muda de hortaliça. Participe desta causa e ajude o meio ambiente a ser menos degradado.
O Compostô é um projeto apoiado pelo Pontes, braço social da Opyt, que acolheu esta ideia que ajuda o meio ambiente e ainda gera conexões humanas e uma preocupação social.
Conheça esta e mais ações desenvolvidas pelo Pontes da Opyt. Estamos disponíveis no Instagram e Facebook.

Escolha sua cidade

Precisamos saber sua cidade para verificar a disponibilidade de sinal na região.